quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

MENSAGEM DA SEMANA

O QUE REALMENTE AS MULHERES QUEREM

A muitos anos atrás, num reino distante, um nobre cavaleiro viúvo, teve
seu filho adolescente condenado a morte por roubar uma maçã.

O Rei em consideração ao nobre amigo, ordenou que só libertaria o filho se
respondesse uma pergunta.

A pergunta era:

O que realmente as mulheres querem?

Semelhante pergunta deixaria perplexo até o homem mais sábio, e ao nobre
cavaleiro lhe pareceu impossível respondê-la.
Contudo aquilo era melhor do que a morte do seu único filho, de modo que
começou a interrogar as pessoas do reino.
A princesa, a rainha, as prostitutas, os monges, os sábios, o palhaço da
corte, em suma, todos, e ninguém soube dar uma resposta convincente.
Porém todos o aconselharam a consultar a velha bruxa, porque somente ela
saberia a resposta.
O preço seria alto, já que a velha bruxa era famosa em todo o reino pelo
exorbitante preço cobrado pelos seus serviços.
Chegou o último dia do acordado e o nobre cavaleiro não teve mais remédio
senão recorrer à feiticeira.
Ela aceitou dar-lhe uma resposta satisfatória, com uma condição:
primeiro teria que aceitar o seu preço.
Ela queria casar-se com ele!

O nobre cavaleiro a olhou horrorizado: era feíssima, tinha um só dente,
desprendia um fedor que causava náuseas, fazia ruídos obscenos, nunca
havia topado com uma criatura tão repugnante.
Mesmo assim afirmou que não era um sacrifício excessivo em troca da vida
do seu único filho.

A bruxa, de sabedoria infernal, disse:
"O que realmente as mulheres querem é:
"serem soberanas de suas próprias vidas!"

Todos souberam no mesmo instante que a feiticeira havia dito uma grande
verdade e que o jovem estaria salvo.

O nobre cavaleiro, entretanto, se mostrou cortês, gentil e respeitoso para
com a bruxa quando chegou a noite de núpcias.
Já preparado para ir para a cama aguardava sua esposa...
ela apareceu como a mais linda e charmosa mulher que um homem poderia
imaginar!
O nobre cavaleiro ficou estupefato e lhe perguntou o que havia acontecido.

A jovem lhe respondeu com um sorriso doce, que como havia sido cortês com
ela, a metade do tempo se apresentaria com aspecto horrível e a outra
metade com aspecto de uma linda donzela.
Então ela lhe perguntou:

- Qual ele preferiria para o dia e qual para a noite?

Que pergunta cruel...

O nobre cavaleiro se apressou em fazer cálculos...
Poderia ter uma jovem adorável durante o dia para exibir a seus amigos e a
noite na privacidade de seu quarto uma bruxa espantosa ou, quem sabe, ter
de dia uma bruxa e uma jovem linda nos momentos íntimos de sua vida
conjugal.
O nobre cavaleiro respondeu que a deixaria escolher por si mesma.
Ao ouvir a resposta ela anunciou que seria uma linda jovem de dia e de
noite, porque ele a havia respeitado e permitido ser dona de sua vida...


Moral da história:
Não importa se a mulher é bonita ou feia...
Ela se transformará de acordo com a forma que você a TRATA e a RESPEITA.

(autor desconhecido)

Que esta seja uma semana muito especial.

Xero

Nenhum comentário:

pão de mel

pão de mel
É simplesmente..........td de bom! Quem experimenta quer repetir...

Selinhos que ganhei